terça-feira, 17 de agosto de 2010

Dança Cigana

Dancei
Corpo em movimento
Buscando perfeição
Um doce momento
De sonho e ilusão
Seus olhos
Vidrados em mim
Meus olhos fechados assim
Entregue a melodia
Eu dançava
Você sorria
Meus passos certos
A fogueira a aquecer
Eu rodava mais
Pra você poder me ver
As palmas não paravam
A música intensa
Me perdi na dança
Senti sua presença
Te procurei
A música parou
Tudo perdeu o sentido
A intensidade cessou
Eu te imaginei
Você já havia partido
Meu coração cigano chorou
Coração ferido
Mas eu continuei a dançar
Pois quando danço fecho os olhos
E quando fecho os olhos
Sei que você está comigo
Dançarei até perder as forças
Para em seus braços encontrar abrigo.

2 comentários:

  1. Oiii! To seguindo!
    Acho lindo poesia!
    Parabéns!
    :)

    ResponderExcluir
  2. Olá Luiza,
    fico feliz que tenha gostada.
    Bem vinda ao Blog.
    bjs

    ResponderExcluir

Olá,
Obrigado por ler e comentar!
Beijos!